HIGHLIGHT
Governo denuncia “degradação da situação migratória” resultante da extinção doSEF

da blackjack casinoSiga o nosso liveblog sobre política

da bet7: O Governo denunciou esta quinta-feira a “degradação da situação migratória” em Portugal nos últimos meses, quer no acolhimento e regularização de estrangeiros, quer na operacionalidade do controlo e fiscalização, que resultará do desmantelamento do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

Esta posição emitida em comunicado pelo gabinete do ministro da Presidência, que tutela as migrações, surge na sequência de uma concentração desta quinta-feira de manhã de cerca de 100 pessoas, sobretudo cidadãos do Bangladesh, Paquistão e Índia junto à Agência para a Integração, Migrações e Asilo (AIMA), em Lisboa, para reclamarem contra os atrasos na atribuição dos cartões de autorização de residência.

Protesto contra atrasos nas autorizações de residência junta uma centena em Lisboa

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O ministro António Leitão Amaro afirma, citado no mesmo comunicado, que “esta evolução e avaliação” realizada nas duas semanas decorridas desde a tomada de posse deste Governo, “confirmam diagnósticos prévios quanto ao desacerto das opções políticas e institucionais anteriores e da sua execução, designadamente quanto ao processo de extinção do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) e da implementação da AIMA”.

O Governo adianta que, face ao desmembramento do SEF pelo anterior executivo socialista, “estão pendentes de decisão centenas de milhares de processos relativos a cidadãos migrantes e verificam-se dificuldades sérias no funcionamento do sistema de controlo, fiscalização, acolhimento e integração”.

O ministro refere ainda que está a acompanhar a situação, em contacto com várias autoridades.

A concentração desta quinta-feira em frente à sede da AIMA começou cerca das 10h30 e um representante destes cidadãos explicou aos jornalistas que o descontentamento tem sobretudo a ver com o tempo de espera, que nalguns casos ultrapassa os nove meses, para a obtenção da renovação da autorização de residência.

Segundo o programa do Governo, o executivo admite limitar o acesso a autorizações de residência a imigrantes com vistos de trabalho ou procura de trabalho e introduzir “objetivos quantitativos” no acolhimento de estrangeiros.

O objetivo, segundo o Governo, é adotar o princípio de que Portugal “é um país de portas abertas à imigração, mas não de portas escancaradas, materializado em objetivos quantitativos para a imigração, ponderando a dimensão da segurança, priorizando em termos de qualificações e evitando a exploração por redes ilegais e criminosas”.

No documento, o Governo considera que “Portugal enfrenta desafios significativos em relação às migrações”, com uma “legislação ineficaz e uma falta de articulação entre o setor público, privado e social”, permitindo a proliferação de “redes de tráfico humano capazes de atrocidades sociais raramente vistas”, com “problemas sociais complexos como o desafio na habitação e a persistência de fenómenos xenófobos”.

Para solucionar esta situação, o executivo propõe “políticas holísticas e colaborativas, envolvendo o Estado, o setor empresarial e as instituições sociais”, que permitam “uma imigração regulada, com humanismo, digna e construtiva para o desenvolvimento sustentável de Portugal”.

O programa do XXIV Governo, da Aliança Democrática, refere que “estas políticas devem ser desenvolvidas pela Agência para as Migrações, em articulação com a gestão dos restantes fluxos migratórios”.

Diz ainda que a agência terá de se adaptar, de modo a garantir que possui os meios e as competências necessárias para desempenhar estas funções de atração e retenção de talento nacional, pode ler-se no programa, sem especificar se este parágrafo se refere à Agência para a Integração, Migrações e Asilo, criada em outubro de 2023.

HIGHLIGHT
Perseguição, tiro e sequestro: No Rancho Fundo estreia como Cidade Alerta do sertão

da flames casino: Foi-se o tempo em que novelas das seis da Globo eram marcadas por tramas mais leves e romances açucarados entre os mocinhos da história. Elas por Elas terminou com tiroteio e morte, e No Rancho Fundo não começou menos intensa. A novela de Mario Teixeira teve atentados, tiro, perseguição e ainda exibirá sequestro, tudo isso nos primeiros capítulos. Para apreciadores de programas policialescos, é um prato cheio: o folhetim lembra o Cidade Alerta em versão sertaneja.

da Brasileirão Série C: O personagem Marcelo, interpretado por José Loreto, está no centro da violência em No Rancho Fundo. Ele é tido como um canalha, um mulherengo, mas ao mesmo tempo é vítima de atrocidades.

MUITO ESTRANHO

Família É Tudo: Catarina reúne ex-mulheres de Pedro para discutir assassinato brutal

DEMÔNIAS

Novela Renascer: Novos diabos surgem na casa de Inocêncio, e nem santa ajuda

O irmão mais velho de Quinota (Larissa Bocchino), Zé Beltino (Igor Fortunato), e a mãe da mocinha, Zefa Leonel (Andrea Beltrão), recorrem à violência para “resolver” qualquer situação relacionada à garota. Eles já ameaçaram Marcelo, apontaram armas para o rapaz, e Zé Beltino chegou a atirar. Nos capítulos da próxima semana, ele ainda sequestrará Marcelo.

Não é difícil perceber que a novela tenta fazer uma versão exagerada, um tanto estereotipada, de habitantes do Brasil profundo, do sertão nordestino, com resquícios da cultura cangaceira.

Torna-se um tanto forçado e inverossímil, no entanto, alguns dos personagens principais pesarem tanto a mão e recorrerem à criminalidade para qualquer problema. Ainda mais quando a base do “problema” seria uma suposta ameaça à honra de Quinota, tida pelos familiares como uma mocinha indefesa, numa visão um tanto ultrapassada da mulher na sociedade. A protagonista se revoltará –e com razão.

Há ainda outras tramas policiais dominando os primeiros capítulos. Tanto Quinota quanto sua mãe, Zefa, foram presas por desacato ao delegado Floro Borromeu (Leandro Daniel).

A novela das seis parece insistir em cenas de crime e ação para criar ganchos emocionantes e fisgar o telespectador nestes primeiros momentos. Os capítulos iniciais são desafiadores, em termos de audiência, para qualquer novela, e os esforços são compreensíveis. No entanto, há de se observar, ao longo dos próximos capítulos, se este tom de tiro e morte é o que o telespectador deseja ver na faixa das seis.

Enquanto a família Leonel briga e troca ameaças, os coadjuvantes correm por fora como opções de tramas possivelmente mais interessantes. Deodora (Débora Bloch) e seu cabaré prometem ser um núcleo dramaturgicamente e divertido, e a volta de Sabá Bodó (Welder Rodrigues) e seus trambiques também pode oferecer mais entretenimento do que as perseguições aos pretendentes de Quinota.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações do que vai acontecer em No Rancho Fundo e outras novelas.

HIGHLIGHT
10 produtos com vitamina C para você incluir no seu skincare

da cassinos que pagam via pix: A vitamina C já faz parte do skincare de muitas pessoas, mas, se você ainda não tem um produto com esse ativo, a Boa Forma te convida a dar uma chance a esse poderoso antioxidante! Nesta matéria, separamos sabonetes, séruns e mais cosméticos formulados com vitamina C para você escolher o que mais se encaixa na sua rotina de cuidados e começar agora a aproveitar os benefícios do ingrediente. Veja a seguir!

Máscara Facial com Vitamina C – Océane

A máscara facial é aquele produtinho que entrega um tratamento potencializado e te ajuda a deixar o seu skincare ainda mais completo. Esta opção, que conta com um sérum formulado com vitamina C, promete hidratar profundamente, dando um boost na luminosidade e no viço da pele. Além disso, ela contribui para o clareamento e para a melhora da textura da barreira cutânea. Graças à vitamina C, que age como um antioxidante, ainda atua na prevenção do envelhecimento precoce, no combate aos radicais livres e na produção de colágeno.

Compre agora: Amazon – R$ 14,41 Hidratante Facial Antissinais Face Care Intensive FPS 22 – Neutrogena

É um hidratante facial que acaba com o ressecamento, garante toque seco e proporciona proteção solar. Seus principais ativos são vitamina c antioxidante, colágeno e niacinamida. Trata marcas de expressão, melhora manchas, proporciona luminosidade e estimula a renovação celular.

Compre agora: Amazon – R$ 38,39 Antioxidante Hidratante Nano Vitamina C 10% Ácido Hialurônico – Sallve

Com nano vitamina C 10%, ácido hialurônico, vitamina E, nano resveratrol, nano cafeína, nacinamida e carnosina, é um sérum-gel que oferece hidratação equilibrada, controle da produção de sebo e prevenção de cravos. Também previne marcas de expressão e melhora manchas e olheiras.

Compre agora: Amazon – R$ 38,39 Ivy C C10 Creme Rejuvenescedor – Mantecorp Skincare

Recomendado para todos os tipos de pele, o Ivy C 10 possui vitamina C pura nanoencapsulada, que promete ser mais eficaz e atingir camadas mais profundas. Tem ação antioxidante e rejuvenescedora e textura leve e de rápida absorção. Oferece hidratação, prevenção de linhas finas, uniformização do tom da pele e combate ao envelhecimento precoce.

Compre agora: Amazon – R$ 149,54 Continua após a publicidade Sabonete Líquido Detox Vitamina C – Payot

O Sabonete Líquido Detox Vitamina C, da marca Payot, faz uma limpeza gentil e equilibrada, sem comprometer a hidratação natural da pele. Além da vitamina C, ele conta com silício orgânico e com a vitamina B3, que ajuda na retenção da umidade cutânea. Combate a formação de radicais livres, preserva o colágeno e hidrata.

Compre agora: Amazon – R$ 23,90 Bruma Revigorante Facial Vitamina C Jelly Face Mist – Océane

A bruma facial é um produto que não é encontrado no skincare de muitas pessoas, porém ela pode proporcionar benefícios incríveis à saúde e aparência da pele. Se você tem interesse em incluí-la nos seus cuidados e é fã da vitamina C, uma sugestão é esta bruma da marca Océane.

Com uma textura em gel que, ao entrar em contato com o ar, se transforma em um líquido de rápida absorção, ela é recomendada para todos os tipos de pele. Desenvolvida com vitamina C, ácido hialurônico e niacinamida, hidrata, revitaliza, combate os radicais livres, ilumina e cria uma camada protetora contra os agentes externos.

Compre agora: Amazon – R$ 64,90 Pure Vitamin C Olhos – La Roche-Posay

Para aproveitar os benefícios da vitamina C também na área dos olhos, uma opção de produto é o Pure Vitamina C Olhos, de La Roche-Posay. Com vitamina C pura e ácido hialurônico, esse creme melhora a firmeza e a uniformidade da região, tem resultados comprovados e colabora para o tratamento das rugas.

Compre agora: Amazon – R$ 199,90 Continua após a publicidade Sérum Vitamina C-10 – Principia

Desenvolvido com 10% de vitamina C em forma estável e solúvel em água e 0,5% de ácido ferúlico, dois antioxidantes, é um sérum facial que uniformiza o tom da pele, clareia manchas, reduz olheiras e bolsas, combate cravos e espinhas e dá viço à pele. Além do rosto, pode ser usado na área dos olhos. Não provoca irritações na barreira cutânea e é um produto hipoalergênico, além de livre de petrolato, parabenos, corantes, silicones e fragrância.

Compre agora: Amazon – R$ 58,99 Sérum Facial CC Premium Essence – Melano

Este sérum clareador é formulado com vitamina C pura e 3 derivados do ativo, além de extrato da semente Alpinia Katsumadai, vitamina E, vitamina B6, alantoína e aminoácido serine. Como resultado, entrega melhora de manchas, efeito calmante, minimização dos poros, hidratação profunda, uniformização do tom da pele, luminosidade e ação antioxidante potencializada.

Compre agora: Amazon – R$ 119,00 Gel de Limpeza Facial Actine – Darrow

O Actine é uma das opções de sabonete facial com vitamina C disponíveis para você que tem a pele oleosa e sofre com espinhas. Sua fórmula, que também é enriquecida com ácido salicílico, P-Refinyl e lactato de mentila, promove viço e luminosidade, reduz a produção de sebo, diminui os poros dilatados, dá ação refrescante, trata marcas, revitaliza e previne o aparecimento de cravos e espinhas.

Compre agora: Amazon – R$ 73,90

  • Relacionadas
  • BelezaProtetor solar com vitamina C: conheça 7 opções
  • BelezaComo escolher a melhor vitamina C para sua pele: 4 passos
  • BelezaEntenda a ação dos cosméticos com vitamina C na saúde da pele

Publicidade

  • Mais lidas

1Beleza Protetor solar com vitamina C: conheça 7 opções2Beleza Beleza limpa: uma rotina de cuidados 100% natural3Beleza Hip dips: o que é essa depressão na região do bumbum?4Fitness Mulher perde parte do dedo em briga para revezar aparelho na academia5Alimentação 11 alimentos que ajudam o intestino a funcionar

HIGHLIGHT
Elon Musk volta a usar o X para atacar Alexandre de Moraes

da cassinos que dão giros grátis no cadastro: O bilionário Elon Musk voltou a dar demonstrações da instrumentalização de sua plataforma de rede social, o X (antigo Twitter), para interesses próprios e, em postagens nesta quarta-feira (17), atacou novamente o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes. Recentemente, Musk já havia feito uma série de provocações ao magistrado, ameaçando inclusive descumprir decisões judiciais proferidas pelo tribunal em relação ao X no Brasil.

da jack black bowser: “As ações de censura contra representantes eleitos exigidas por Alexandre [de Moraes] violam a legislação brasileira. A lei quebrou a lei”, escreveu Musk.

Desta vez, Musk compartilhou postagens que acusam Moraes de usar a toga para “atingir críticos de todo o espectro político, muitas vezes contornando os processos legais tradicionais” e de promover censura durante a campanha eleitoral de 2022, quando foi necessário determinar a exclusão de publicações nas redes e o bloqueio de certos perfis para coibir a disseminação de fake news.

São citados como supostos ‘perseguidos’ por Moraes: Jair Bolsonaro (PL), a deputada federal Carla Zambelli (PL-SP) e os comunicadores bolsonaristas Paulo Figueiredo e Rodrigo Constantino, entre outros.

HIGHLIGHT
Irã é alvo de explosões em possível ataque de represália de Israel

AFP 19/04/2024 07:22

Várias explosões abalaram nesta sexta-feria (19) a região central do Irã, no que fontes de alto escalão do governo dos Estados Unidos apresentaram como um ataque israelense em represália contra os drones e mísseis disparados por Teerã contra Israel no sábado passado.

A agência de notícias iraniana Fars relatou “três explosões” perto da base militar de Shekari, do aeroporto de Isfahan e da cidade de Qahjavarestan, no centro do país.

A defesa aérea derrubou vários drones, mas não detectou “até o momento” um ataque com mísseis, afirmou um porta-voz da agência espacial do Irã.

A agência de notícias Tasnim, que citou “fontes bem informadas”, negou por sua vez que o país tenha sofrido um ataque “a partir do exterior”.

A ação ocorre em um momento de agravamento das tensões entre Irã e Israel, que prometeu responder ao ataque de Teerã contra seu território, e que tem como pano de fundo a guerra em Gaza.

A imprensa americana, como o canal CNN, que citou fontes de alto escalão de Washington, informou que Israel executou um ataque contra o território iraniano e que avisou o governo dos Estados Unidos com antecedência. As explosões, afirmaram as fontes, respondem ao ataque iraniano contra o território israelense na semana passada.

As autoridades israelenses, assim como as iranianas, não reagiram ao ataque até o momento.

Após relatos das explosões, o ministro das Relações Exteriores da Itália, Antonio Tajani, que preside uma reunião com seus homólogos do G7 na ilha de Capri, pediu uma “desescalada”.

“O G7 quer uma desescalada total em uma região sob grande tensão”, declarou diante dos chefes da diplomacia dos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, França, Alemanha e Japão.

A ministra canadense das Relações Exteriores, Mélanie Joly, confirmou que o tema será abordado na reunião do G7.

Omã, que durante muito tempo atuou como mediador entre o Irã e as potências ocidentais, condenou o “ataque israelense” contra a República Islâmica, e “as repetidas agressões militares de Israel na região”, segundo um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do país do Golfo.

– “Nenhum dano” às instalações nucleares –

A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) informou que as instalações nucleares iranianas não sofreram danos. Também alertou, na rede social X, que “nenhuma instalação nuclear deve ser alvo de conflitos militares”.

As instalações nucleares iranianas estão localizadas no centro do país, em Isfahan, Natanz e Fordo, assim como na cidade portuária de Bushehr.

Segundo o jornal americano New York Times, que citou fontes iranianas, o ataque foi executado com drones pequenos que, possivelmente, foram lançados a partir do território iraniano.

O Washington Post, por sua vez, citou uma fonte do governo israelense que afirmou, sob a condição de anonimato, que o ataque foi uma resposta à agressão do fim de semana e procurou mostrar que Israel tem a capacidade de atingir o interior do país.

O ministro israelense da Segurança Nacional, Itamar Ben Gvir, foi acusado de atribuir implicitamente a Israel as explosões registradas no Irã.

As acusações surgiram depois que o ministro de extrema-direita publicou a mensagem “Dardaleh!” na rede social X, uma palavra coloquial hebraica comparável a “fraco”, implicando que Israel estava por trás das explosões, mas que a ação não foi suficientemente forte.

As cotações do petróleo subiram imediatamente após as explosões, mas estabilizaram pouco depois. Às 8H45 GMT (5H45 de Brasília), o preço do barril do tipo Brent avançava 0,06%, a 87,16 dólares.Seu equivalente americano, o barril West Texas Intermediate (WTI), subia 0,22%, a 82,91 dólares.

– Temor de expansão regional –

O Exército israelense anunciou que ativou as sirenes antiaéreas no norte do país, na fronteira com o Líbano, cenário frequente de trocas de tiros entre suas tropas e o movimento Hezbollah, aliado do Irã.

De modo paralelo, várias fontes relataram explosões no sul da Síria, país aliado de Teerã que também é alvo frequente de ataques israelenses.

As ações bélicas acontecem em um contexto de temor de uma expansão regional da guerra entre Israel e o movimento islamista Hamas, aliado de Teerã, na Faixa de Gaza.

O Irã executou no sábado seu primeiro ataque direto contra Israel, com o lançamento de mais de 350 drones e mísseis que foram quase totalmente interceptados.

As autoridades iranianas afirmaram que agiram em “legítima defesa” após o bombardeio contra seu consulado em Damasco, em 1º de abril, que atribuem a Israel e no qual morreram sete membros da Guarda Revolucionária.

O conflito em Gaza começou com o ataque do Hamas ao sul de Israel no dia 7 de outubro, quando os milicianos islamistas assassinaram 1.170 personas e sequestraram 250, segundo um balanço da AFP baseado em dados divulgados pelas autoridades israelenses.

Em resposta, Israel iniciou uma ofensiva aérea e terrestre em Gaza, que matou mais de 33.900 pessoas até o momento, segundo o Ministério da Saúde do movimento islamista, que governa o território palestino.

bur-gl/chv/dbh/cjc/sag/es/fp

HIGHLIGHT
Resultado Lotofácil 3082 de hoje, quinta-feira (18/04)
LOTERIA Resultado Lotofácil 3082 de hoje, quinta-feira (18/04)

da roleta bet365: Cada bilhete contém 10 frações e pode ser adquirido inteiro ou em partes.

Compartilhe: 18 de abril de 2024 Portal GCMAIS

da Guia: Confira o resultado da Lotofácil 3082 de hoje, 18 de abril de 2024. O prêmio está acumulado. Vale lembrar que a aposta mínima, de 15 números, custa R$ 3,00.

Foto: Reprodução

Números Sorteados:
10 – 24 – 17 – 05 – 07
21 – 03 – 18 – 04 – 19
01 – 13 – 09 – 06 – 12

Como jogar no resultado da Lotofácil?

A Lotofácil é, como o próprio nome diz, fácil de apostar e principalmente de ganhar. Você marca entre 15 e 20 números, dentre os 25 disponíveis no volante, e fatura prêmio se acertar 11, 12, 13, 14 ou 15 números. Pode ainda deixar que o sistema escolha os números para você por meio da Surpresinha, ou concorrer com a mesma aposta por 3, 6, 12, 18 ou 24 concursos consecutivos através da Teimosinha.

Confira também | Resultados das loterias Caixa

Saiba mais sobre a premiação

A Lotofácil é uma modalidade de loteria praticada no Brasil sob o controle da Caixa Econômica Federal (CEF). Seu primeiro concurso foi realizado em 29 de setembro de 2003, após lentidão no processo de aprovação no Congresso Nacional. A Lotofácil começou a ser vendida no dia 22 de setembro de 2003 em todas as lotéricas do Brasil, e o primeiro sorteio ocorreu no dia 29. Em cinco dias, 1,2 milhão de reais foi arrecadado das apostas e, nos sete primeiros concursos, 16,4 milhões de reais foram destinados a programas sociais do governo.

A Lotofácil é uma loteria relativamente simples de jogar. Para apostar, o apostador deve escolher de 15 a 18 números entre os 25 disponíveis. A cada concurso, são sorteados 15 números. Ganha o prêmio máximo quem acertar os 15 números. Se ninguém acertar os 15 números, o prêmio é dividido entre os acertadores de 14, 13, 12, 11, 10 e 9 números. A Lotofácil é uma das loterias mais populares do Brasil. Em 2023, a arrecadação da Lotofácil foi de R$ 2,7 bilhões.

A seguir, confira as regras da Lotofácil:

A Lotofácil é uma loteria que oferece a chance de mudar a vida de uma pessoa. Com prêmios milionários, a loteria atrai apostadores de todo o Brasil.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

div.wpp{font-family: Arial, Sans, Sans-serif;min-height: 150px;background: #EEE;padding: 10px;}button.wpp{background: #369;font-weight: 900;text-align: center;padding: 10px;text-transform: uppercase;border: none;-webkit-border-radius: 15px;-moz-border-radius: 15px;border-radius: 6px;}strong.wpp {color: #075e54}span.wpp{font-size: 14px;}

NOTÍCIAS DO GCMAIS NO SEU WHATSAPP!

Últimas notícias de Fortaleza, Ceará e Brasil

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp.

TweetRELACIONADAS

LOTERIA Resultado da Lotomania 2611 de hoje, sexta-feira (19/04)Há 1 minuto

HIGHLIGHT
TRF-4 convoca juízes para substituir afastados pelo CNJ

A juíza paranaense Bianca Arenhart e o juiz Gerson Godinho, vão substituir os desembargadores Carlos Thompson Flores e Loraci Flores de Lima, que foram afastados pelo Conselho Nacional de Justiça (Fotos: Divulgação) POST 4 DE 4 TRF-4 convoca juízes para substituir afastados pelo CNJ A juíza paranaense Bianca Arenhart e o juiz Gerson Godinho, vão substituir os desembargadores Carlos Thompson Flores e Loraci Flores de Lima, que foram afastados pelo Conselho Nacional de Justiça (Fotos: Divulgação) O CNJ revogou o afastamento da juíza Gabriela Hardt (Foto: Reprodução/ Redes Socias) O presidente do CNJ criticou a decisão do corregedor de afastar os magistrados (Foto: Divulgação/ CNJ) por Brayan Valêncio

da pixbet: O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) convocou nesta quarta-feira (17) a juíza paranaense Bianca Arenhart e o juiz Gerson Godinho, para substituir os desembargadores Carlos Thompson Flores e Loraci Flores de Lima, que foram afastados pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

da cassinos com rodadas grátis no cadastro: A convocação dos novos magistrados que vão ocupar as cadeiras da 8ª turma da corte de Porto Alegre também ocorre por determinação do CNJ. Na sessão realizada na terça-feira (16), os conselheiros decidiram por 9 votos a 6 manterem o afastamento dos desembargadores, mas devolveram os juízes Danilo Pereira Júnior e Gabriela Hardt para suas funções.

O corregedor nacional de Justiça, ministro Luis Felipe Salomão, havia determinado na última segunda-feira (15) o afastamento dos quatro juristas por considerar que eles violaram o Código de Ética da Magistratura.

Convocados vão substituir juízes da 8ª turma

A convocação dos novos magistrados foi feita pelo presidente do TRF-4, Fernando Quadros da Silva. Bianca Cruz Arenhart vai substituir o desembargador Thompson Flores. A juíza vinha atuando na 12ª Vara Federal de Curitiba.

Já o juiz Gerson Godinho vai ocupar o lugar de Loraci Flores de Lima. O magistrado estava na 4ª turma Recursal do Rio Grande do Sul.

Nesta semana o CNJ só analisou se mantinha o afastamento dos magistrados. A abertura ou não de Procedimentos Administrativos Disciplinares (PADs) será definida na próxima sessão do órgão que deve ocorrer no mês de maio.

Entenda o Caso

Gabriela Hardt atuou na Operação Lava Jato, na 13.ª Vara Criminal Federal de Curitiba. Na ocasião, a juíza substituiu o ex-juiz Sérgio Moro. Do mesmo modo, a decisão do ministro Luís Felipe Salomão, desta segunda-feira (15), recaiu sobre outros três magistrados do Tribunal Regional Federal da 4ª Região. São eles o juiz Danilo Pereira Júnior e os desembargadores Carlos Eduardo Thompson Flores e Lenz Loraci Flores de Lima.

Salomão apontou a “existência de indícios de cometimento de graves infrações disciplinares”, com suposta violação ao Código de Ética da Magistratura Nacional por Gabriela. Ele também destacou “princípios da legalidade, moralidade e republicano”. O juiz faz referência à conduta da juíza ante a “gestão caótica de valores provenientes de acordos de colaboração e de leniência” na Lava Jato.

Processo foi aberto em julho de 2023

Em julho de 2023, Salomão aceitou a abertura do processo após um pedido feito pelo empresário e ex-deputado estadual Tony Garcia. O pedido mira o ex-juiz e hoje senador Sérgio Moro. Entretanto, Garcia afirmou em seu pedido que fez acusações de condutas impróprias e“potencialmente criminosas” do então juiz Sérgio Moro e procuradores à Gabriela. Apesar disso, a juíza teria ignorado as acusações.

No dia 26 de março o Grupo RIC já havia antecipado que o relatório do corregedor nacional de justiça, Luis Felipe Salomão estava concluído.

Salomão apontou como “inconcebível” Gabriela prosseguir atuando e que “o afastamento atende à necessidade de resguardo da ordem pública”, apontou na decisão.

Desembargadores afastados pelo CNJ

Sobre os membros do TRF-4, a reclamação se deu ao procedimento administrativo disciplinar que declarou a suspeição do juiz Eduardo Appio. O que pesou foi o suposto “descumprimento reiterado de decisões do Supremo Tribunal Federal”. Entre os quais, “condutas que macularam a imagem do Poder Judiciário, comprometeram a segurança jurídica e a confiança na Justiça”. Também teriam contribuído “para um estado de coisas que atua contra a institucionalidade do país e violaram princípios fundantes da República”.

Appio foi responsável por ações remanescentes da Lava Jato na 13.ª Vara Criminal Federal de Curitiba. Porém, ele permaneceu por um breve período, após decisões do STF que deram início às investigações na Lava Jato.

Quer receber notícias no seu celular? Então entre no canal do Whats do RIC.COM.BR.Clique aqui!

18 abr 2024, às 02h50. Atualizado às 02h51. #Paraná #Porto Alegre #Rio Grande do Sul#Justiça .home_aovivo_wrapper { display: grid; grid-template-columns: 1fr 200px; align-items: start; margin-top: 25px; } .grid-videos { display: flex; gap: 20px; } .home–aovivo { position: relative; } .home_aovivo_wrapper { gap: 20px } .home_aovivo_wrapper .aovivo_info { display: flex; flex-wrap: wrap; padding: 0 10px; justify-content: start; } .home_aovivo_wrapper .aovivo_info h2 { color: #262626; font-family: ‘Lexend’; font-size: 18px; font-weight: 700; text-transform: uppercase; display: flex; } .home_aovivo_wrapper .aovivo_info p { color: #262626; font-family: Lexend; font-size: 16px; font-weight: 700; } .home_aovivo_wrapper .aovivo_info .aovivo-tag { font-size: 10px; color: #E54E4E; font-weight: 700; } .videoaovivo { display: grid; grid-template-columns: 1fr 450px; width: 100%; gap: 20px; } .videoaovivo .aovivo_video { width: 100%; } .aovivo_video_in { width: 100%; min-height: 237px; height: auto; position: relative; overflow: hidden; } .proximos-programas h2 { color: #262626; font-family: Lexend; font-size: 12px; font-weight: 700; text-transform: uppercase; margin-bottom: 8px; } .proximos-programas ul li { display: flex; flex-direction: column; padding: 2px 0; border-bottom: 1px solid #D9D9D9; width: 100%; } .proximos-programas ul li:last-child { border-bottom: 0; } .proximos-programas ul li span { line-height: 1.4; } .proximos-programas ul li span.hora { color: #AEB0B2; font-family: Lato; font-size: 16px; font-weight: 400; } .proximos-programas ul li span.titulo { color: #262626; font-family: Lexend; font-size: 14px; font-weight: 500; } #player-tv-coins-container{ z-index: 1 !important; } .single-content .home_aovivo_wrapper{ display: flex; flex-direction: column; } .single-content .videoaovivo{ display: flex; gap: 0; flex-direction: column; } .single-content .aovivo_info{ padding: 0; } .single-content .home_aovivo_wrapper{ gap: 0; } .content-wrapper.content-wrapper-single .content-single .single-content .proximos-programas ul{ padding: 0; margin: 0; } .content-wrapper.content-wrapper-single .content-single .single-content .proximos-programas ul li{ margin-left: 0; } @media screen and (max-width: 767px) { .home–aovivo { width: 100%; overflow: hidden; } .home_aovivo_wrapper { display: flex; flex-direction: column; width: 100%; } .aovivo_video_in { min-height: 210px; } .videoaovivo { grid-template-columns: 1fr; width: 100%; gap: 4px } .home_aovivo_wrapper .aovivo_info { padding: 0 0 8px; border-bottom: 1px solid var(–primary); } .home_aovivo_wrapper .aovivo_info p { margin-block: 8px; } .proximos-programas { width: 100%; } .proximos-programas h2 { font-size: 16px; } }

rn24h /

TRF-4 convoca juízes para substituir afastados pelo CNJ

Copiar URL
WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram
LinkedIn Mostrar próximo post Carregando

HIGHLIGHT
Governo retoma debate sobre a taxação de encomendas importadas de menos de US$ 50

TributaçãoÚltimas NotíciasEconomiaGoverno retoma debate sobre a taxação de encomendas importadas de menos de US$ 50

da Brasileirão Série D: Saiba mais sobre o retorno do debate sobre a taxação de encomendas internacionais de menos de US$50 e os seus impactos!

Autor Andreza AraújoEm 18/04/2024 19:20Compartilhar

da filme bingo: Recentes discussões no Congresso Nacional e no governo brasileiro apontam para uma possível mudança na isenção fiscal de na taxação de encomendas importadas de até US$ 50. O tema reflete o conflito entre proteger a indústria nacional e manter benefícios para consumidores que usufruem de produtos mais acessíveis através de importações diretas.

Dessa forma, saiba mais sobre esse tema e as possíveis mudanças que podem ocorrer com a retomada dessas discussões na sequência!

Por que a taxação de encomendas de menos de US$ 50 está sendo considerada?

Imagem: William Potter / shutterstock.com

As discussões sobre a taxação de encomendas internacionais de menos de US$ 50 impulsionam-se principalmente pela pressão de empresas brasileiras e deputados que buscam beneficiar setores econômicos específicos.

Atualmente, a visão de muitos é a de que a isenção para importados abaixo desse valor é uma forma de concorrência desleal. Logo, isso pode prejudicar a indústria e o varejo nacional, por exemplo.

Ademais, de acordo com líderes empresariais, a isenção de taxação atualmente em vigor para pequenas encomendas internacionais pode estar contribuindo negativamente para a economia nacional. Isso incentiva consumidores a optarem por produtos estrangeiros em detrimento de opções locais, potencialmente impactando negativamente o emprego no Brasil.

Qual é a atual posição das autoridades brasileiras?

Por sua vez, o secretário da Receita Federal, Robinson Barreirinhas, destacou em uma recente reunião com parlamentares que a alíquota zero de taxação em pequenas encomendas pode ser revisada. Este ajuste tributário seria parte de um monitoramento contínuo do programa Remessa Conforme, visando ajustes conforme as necessidades econômicas do país.

Veja também:

13º salário do INSS começa a ser pago quarta-feira (24); veja se recebe

O presidente da Câmara, Arthur Lira, sugere que a taxação dessas encomendas poderia financiar melhorias significativas no setor automobilístico, através do programa Mover. Logo, a proposta de Lira resolveria três questões: diminuiria as objeções à taxação, atenderia às demandas do comércio varejista brasileiro e, simultaneamente, financiaria a modernização da indústria automobilística.

Imagem: William Potter / shutterstock.com

Compartilhar

HIGHLIGHT
EUA veta adesão plena de palestinos à ONU

EUA veta adesão plena de palestinos à ONU

Na prática, voto do país no Conselho de Segurança impede que o país árabe ingresse na Organização

18/04/2024 | 20:43 AFP

Projeto obteve 12 votos a favor, um contrário e duas abstenções | Foto: Charly Triballeau / AFP / CP

publicidade

da betano casino: Os Estados Unidos utilizaram seu poder de veto, nesta quinta-feira, 18, em uma votação no Conselho de Segurança sobre o pedido dos palestinos para ingressarem nas Nações Unidas como um Estado de pleno direito, uma possibilidade rejeitada por Israel.

da up sport bet: O projeto de resolução apresentado pela Argélia, que recomendava à Assembleia-Geral “que o Estado da Palestina seja admitido como membro das Nações Unidas”, obteve 12 votos a favor, um contrário e duas abstenções.

A Autoridade Palestina não tardou a se posicionar e protestou contra o veto. “Esta política americana agressiva para a Palestina, seu povo e seus direitos legítimos representa uma agressão flagrante ao direito internacional e uma incitação para que continue a guerra genocida contra nosso povo”, declarou o gabinete do presidente Mahmoud Abbas em comunicado.

Há várias semanas, os palestinos, que desde 2012 têm o status menor de “Estado observador não membro”, e os países árabes insistiam ao Conselho que aceitasse que um “Estado palestino” ocupasse o lugar que lhe “corresponde” nas Nações Unidas.

“Hoje é um dia triste”, disse, por sua vez, o embaixador chinês, Fu Cong, ao expressar sua “decepção” pelo veto americano. “O sonho do povo palestino foi interrompido”, assinalou.

A votação ocorreu depois de mais de seis meses de ofensiva militar israelense nesse território palestino, em represália pelo ataque brutal do grupo islamista Hamas em 7 de outubro no sul de Israel.

Pedido frustrado

Para que um Estado se torne um membro-pleno da ONU, a iniciativa deve primeiro ser recomendada pelo Conselho de Segurança com pelo menos nove votos a favor, de um total de 15, e nenhum veto dos cinco membros permanentes. Depois, deve ser aprovada por pelo menos dois terços da Assembleia-Geral.

Os Estados Unidos têm afirmado repetidamente que sua posição não mudou desde 2011, quando o pedido de adesão apresentado pelo presidente da Autoridade Palestina fracassou diante da oposição americana, antes mesmo de chegar à fase do Conselho.

“Este voto [contrário] não reflete a oposição a um Estado palestino, mas que se trata de um reconhecimento que só pode acontecer através de negociações diretas entre as partes”, explicou o embaixador adjunto dos Estados Unidos, Robert Wood, ao lamentar “ações prematuras aqui em Nova York, inclusive com a melhor das intenções”.

Washington tem reiterado ao longo dos anos que a ONU não é o lugar para o reconhecimento de um Estado palestino, que deve ser o resultado de um acordo entre palestinos e israelenses.

Também indica que a legislação americana obrigaria a cortar as contribuições dos Estados Unidos para o financiamento da ONU em caso de uma adesão palestina sem o mencionado acordo bilateral.

A última vez que a entrada de um Estado na ONU foi vetada ocorreu em 1976, quando os americanos bloquearam a adesão do Vietnã.

À beira do precipício

Com esse pano de fundo, o secretário-geral da ONU, António Guterres, pintou um quadro sombrio da situação no Oriente Médio perante o Conselho de Segurança.

“O Oriente Médio está à beira do precipício. Nos últimos dias, produziu-se uma perigosa escalada de palavras e ações”, disse.

“Um erro de cálculo, de comunicação, um mal-entendido, poderia levar ao impensável, um conflito regional total que seria devastador”, disse o secretário-geral, ao reiterar sua condenação ao ataque sem precedentes do Irã contra Israel no último fim de semana.

“Já é hora de pôr fim ao violento ciclo de represálias”, pediu.

“A começar por Gaza”, onde “seis meses e meio de operações militares israelenses criaram um inferno humanitário” e dois milhões de palestinos suportam “a morte, a destruição e a negação de ajuda humanitária vital”, criticou Guterres.

A guerra foi desencadeada pelo ataque contra Israel, em 7 de outubro, de comandos do Hamas infiltrados a partir de Gaza, que causou a morte de 1.170 pessoas, a maioria civis, segundo um balanço da AFP baseado em dados oficiais israelenses.

Por outro lado, a ofensiva de represália israelense em Gaza já causou a morte de 33.970 pessoas, civis em sua maior parte, segundo o Ministério da Saúde do território controlado pelo Hamas.

Veja Também