Time da Premier League vai trocar de presidente

da pinnacle: Todd Boehly deve ser afastado do cargo de presidente do Chelsea em 2027, segundo o jornal inglês “Daily Mail”. O motivo da troca no comando do clube é um acordo entre os proprietários do clube, que podem alternar o controle da equipe entre si a cada cinco anos.

Foto: Lance!

da esoccer bet: Além de Todd, são proprietários do clube os empresários Behdad Eghbali e José Feliciano, que fazem parte da Clearlake Capital, empresa privada que detém 61,5% do Chelsea. A porcentagem restante (38,5%) é dividida igualmente entre Boehly e mais duas pessoas: Hansjorg Wyss e Mark Walter.

Notícias relacionadas

Gabigol é suspenso por dois anos por infração em antidoping
Endrick mostra à Espanha seu potencial, mas arbitragem rouba a cena e Brasil empata amistoso
Ex-Real Madrid pede divórcio após descobrir que filhos não eram seus

Assim, os sócios majoritários podem assumir a presidência do clube em 2027, ou passar o comando da instituição para um terceiro. Vale destacar que ainda não há uma definição sobre quem será o escolhido para o cargo. A única certeza é que Boehly não permanecerá no controle do clube.

O “Daily Mail” reforça que a troca no comando não representa, necessariamente, um voto de desconfiança ao trabalho de Boehly, que se tornou o principal rosto da direção do clube após a aquisição e, por conta disso, principal alvo das críticas da torcida por conta dos resultados negativos das últimas duas temporadas.

Todd Boehly, Behdad Eghbali e José Feliciano assumiram o comando do Chelsea em 2022, quando Román Abramovich colocou o clube à venda após a invasão da Ucrânia pela Rússia. O antigo dono do clube ficou marcado pelos altos investimentos em contratações, que permitiram ao Chelsea se tornar um dos times mais competitivos do futebol inglês nos últimos 20 anos.

+Os melhores conteúdos no seu e-mail gratuitamente. Escolha a sua Newsletter favorita do Terra. Clique aqui!